O que é distribuição de lucros? Como distribuir lucros para médico?

Essas são algumas dúvidas mais comuns desses profissionais.

Sabendo disso, nesse artigo abordaremos todas essas dúvidas, ressaltando as características básicas e as vantagens e desvantagens da distribuição de lucros para médicos.

O que é a distribuição de lucros para médicos?

A distribuição de lucros nada mais é do que a parcela de rendimentos destinada ao investidor por aplicar seu capital de giro em uma empresa.

Isso acontece de modo que o direito é concedido por considerar um esforço daquele que investe para manter o dinheiro parado em um negócio.

O cálculo do lucro consiste em subtrair os valores de despesa dos valores de receita.

A partir dos resultados positivos nesse balanço, computa-se o rendimento positivo que possibilita a distribuição lucros.

Nos casos em que é evidenciado o prejuízo da empresa, o investidor passa livre pela situação, sem nenhuma cobrança pela queda financeira da empresa, mas sem a obtenção rendimento algum também.

E como distribuir os lucros para os médicos?

Como distribuir lucros para médico: características básicas

Quando falamos sobre como distribuir lucros para médico, pressupomos que haja um acordo pré-estabelecido entre os sócios sobre como o farão, que seja homologado por documentos devidamente reconhecidos tais como contratos.

A distribuição pode ser feita da maneira em que se desejar quando se trata de períodos: mensalmente, trimestralmente, semestralmente e, até mesmo da maneira mais comum, ao fim do ano contábil.

O que torna períodos mais curtos mais interessantes é o retorno rápido aos envolvidos, ao mesmo passo que intensifica as chances de uma possível discordância de valores ao final do ciclo de um ano contábil.

Como a distribuição de lucros para médico passa por isenção de impostos para médicos, o cuidado maior a ser tomado durante a antecipação é que os balanços intermediários tenham valores compatíveis aos valores finais.

Isso porque, o maior dos prejuízos se encontram nos casos em que há diferença e discrepância nos valores totalizados, resultando em processos de esclarecimento jurídico e tributações fora do esperado.

Como distribuir lucros para médico podemos entender que é a retirada de parte do lucro da empresa pelos sócios.

Além disso, ela é focada principalmente nos casos em que há sócios que apenas investem o capital, mas não atuam com a força de trabalho.

No entanto, há controvérsias e devido a isenção de impostos para médicos, os participantes que atuam em ambos os aspectos, força de trabalho e aplicação de capital, acabam usufruindo do benefício de inserir-se apenas na categoria de sócio para não sofrer descontos.

Como distribuir lucros para médico: vantagens e desvantagens

A principal desvantagem de como distribuir lucros para médico é que como não há contribuição tributária.

Sem contar que também não há o direito de participação nos programas de INSS e aposentadoria, disponíveis apenas nos casos em que o rendimento é tido como remuneração e não distribuição de lucros.

Não se trata de um problema muito grave nos casos em que há uma boa administração pessoal do dinheiro e pensamento consciente com iniciativa em uma possível previdência privada.

No entanto, o investimento em ambos os programas oferece maior segurança quando se deseja futura estabilidade financeira. É aí que surge o chamado pró-labore.

Trata-se do pagamento pelo trabalho exercido por um sócio e não mais por um investimento de capital, podendo dessa maneira ser legalmente tributado.

Desse modo, ao contrário do planejamento pela distribuição de renda, é possível contribuir para INSS e aposentadoria, desde que seja declarado um rendimento a partir de um salário mínimo.

Tal contribuição é extremamente válida, seja pelo beneficio futuro em si, ou pela maior liberdade de escolha em quanto e como inserir e declarar os valores.

A distribuição de lucros para médicos, unicamente, pode até parecer mais interessante em primeira instancia, mas os benefícios oferecidos a partir da contribuição tributária nos levam a repensar a situação.

Na maioria dos casos, a escolha mais sensata a se fazer é conciliar a distribuição de lucros com o pró-labore, e com isso usufruir de uma parcela, mesmo que mínima, dos benefícios oferecidos pelo Estado, até mesmo como um plano de emergência.

No entanto, é necessário estar sempre atento às questões que vulgam a documentação das práticas a serem adotadas.

Pois, quando há a mesclagem na maneira com que os rendimentos são passados para os contribuidores, a chance de haver erros ao final do balanço é maior.

Nos casos em que esse tipo de erro é constatado pela receita, é feita uma tributação adicional sob todo valor divergente das declarações anteriores.

Assim, o que eram antes benefícios de aposentadoria e isenção de impostos para médicos se tornem apenas mais despesas.

Deve-se sempre considerar a opinião e orientação de um profissional que tenha conhecimento da área jurídica com a qual se tem lidado.

O que torna a mistura dos dois tipos de remanejamento do dinheiro listados é que, tributariamente, um deles é benéfico por não ter incidência de impostos, enquanto outro entra na categoria de dividendos e pode abater ainda mais o valor das cobranças.

Quando mixados de maneira inteligente podem trazer inúmeras vantagens aos beneficiários da empresa por potencializar ainda mais os ganhos.

Conclusão

É importante ressaltar mais uma vez o quanto as negligências na área podem ser perigosas.

No caso de uma empresa de prestação de serviços médicos, a incoerência nos valores declarados ao final do ano contábil pode acarretar na autuação da empresa e suspenção de seus trabalhos até que a situação seja regularizada frente ao setor jurídico.

Faz-se necessário o planejamento consciente para que a situação e credibilidade da empresa e atuantes dela, como um todo, não sejam prejudicados.

Em um panorama geral da situação, buscamos trazer maneiras de esclarecer e sugerir de maneira inteligente as melhores formas de distribuição de lucros para médicos.

Além de aproveitar ao máximo a isenção de impostos para médicos oferecidas por esse sistema de transmitir os lucros aos atuantes da empresa.

O artigo deve ser de bom uso, principalmente se os conceitos e modelos aqui apresentados forem utilizados concomitantemente com o conhecimento de um bom profissional.

O sistema tributário vigente hoje é rigoroso e deve ser considerado com a devida atenção para evitar situações inconvenientes inesperadas que possam afetar o desempenho dos serviços oferecido, já que o intuito é sempre trabalhar pontos que possibilitem uma melhora.

Cuidado e atenção sempre são bem vindos!

Solicite sua Proposta

Não enviamos spam