Não saber as diferenças que existem entre o faturamento e lucro pode ser um dos maiores riscos na administração de sua empresa, isso porque ambos representam funções importantes no setor financeiro e que podem, inclusive, ajudar os gestores obterem um maior controle sobre as finanças do negócios. 

As diferenças entre o faturamento e lucro costumam ser deixados de lado em algumas empresas e talvez isso seja o motivo responsável por atrapalhar a sua busca pela saúde financeira da mesma.

Isso porque algumas empresas consideram a execução apenas do cálculo para obter a média de faturamento e esquecem de observar o lucro, causando a grande confusão em investimentos e em outras ações.

 

Analisar o setor financeiro de uma empresa e ainda considerar apenas os ganhos que a mesma obteve nos últimos três meses para fazer um investimento tende a ser um risco, e isso acaba sendo ainda mais “perigoso” quando não ocorre a análise das despesas ao qual a mesma teve (ou inclusive continua tendo) que arcar.

Esse tipo de “análise” passa a oferecer uma realidade que pode não existe e que sugere aos gestores e funcionários do setor financeiro um domínio pleno sobre as diferenças entre o faturamento e lucro.

Entender as diferenças que existem entre o faturamento e lucro pode proporcionar um novo conceito de análise para a saúde financeira da empresa, podendo inclusive ajudar nos processos decisivos de investimentos.

Isso porque ambos acabam oferecendo para os gestores um conjunto de informações que ao serem observados de forma aleatória e inclusive sem relacioná-las, pode não demonstrar a realidade concreta que a empresa vive.

Entender a diferença que existe e analisá-la em conjunto se torna crucial.

Essa diferença permite que os gestores e responsáveis pelas finanças da empresa façam a busca pelo aumento da lucratividade de forma correta.

Isso significa que eles acabam não focando apenas no crescimento do faturamento, mas em outros conceitos que são fundamentais para que a lucratividade se torna eficiente.

No caso, é necessário analisar não apenas os ganhos que a empresa tem obtido, mas principalmente as suas despesas e custos, para que assim venha calcular a média de lucratividade que a empresa possui.

Entenda os conceitos de Faturamento e Lucro

Para que consiga entender todas as diferenças que existem entre faturamento e lucro é crucial que domine os conceitos particulares de cada “objeto”.

Neste caso, vamos iniciar pelo faturamento.

Segundo especialistas em finanças, o faturamento de uma empresa é basicamente o valor que fora arrecadado pela mesma após um período específico.

Com a possibilidade de observar os ganhos da empresa conforme o tempo, pode-se obter os resultados do faturamento, sendo possível analisar em um dia, um mês ou até um ano. 

Dentro do faturamento pode-se dividi-lo em duas “modalidades”, sendo o faturamento bruto e líquido.

O bruto é quando você tem o valor total arrecadado pela empresa, sem descontos, e o líquido é aquele que leva também em consideração os impostos pagos a partir da venda de produtos e serviços.

Já no caso da lucratividade pode-se caracterizá-la como um valor real que a empresa ganhou após ser descontado os impostos e inclusive todas as despesas.

De forma resumida, a lucratividade e o retorno positivo do investimento, sendo de fato a razão para qual a sua empresa existe.

Dentro do lucro também ocorre a possibilidade de dividi-lo em modalidades de bruto e líquido, sendo o bruto o cálculo realizado com a receita líquida dos seus ganhos menos os custos de produção de bens ou serviços – os custos variáveis – enquanto o lucro líquido é formado pelo lucro bruto menos o imposto de renda e outras taxas cobradas.

O lucro líquido seria sua lucratividade oficial.

A princípio essas definições acabam sendo mais complicadas de compreender, mas faça a análise específica dos conceitos de faturamento e lucro, podendo compreender que a empresa não deve se basear unicamente nos valores que tendem a ser obtidos tanto a partir do faturamento líquido, como também no faturamento bruto e no lucro bruto, e sim no lucro líquido, que representa por completo a margem de ganhos que a empresa obteve.

As diferenças entre o Faturamento e Lucro

No caso, após observar os conceitos, pode perceber que ambos se completam, mas que não podem substituir um ou outro.

De forma simples, entenda que o faturamento calcula apenas os gastos que obteve nas vendas dos produtos ou de serviços executados pela empresa, e de maneira alguma deve ser analisado antes de se realizar um investimento pois o mesmo não demonstra a realidade financeira que a sua empresa possui.

Pelo contrário, ele deixa de considerar suas despesas fixas e variáveis.

Portanto, a diferença é simples porém na prática proporciona resultados interessantes a partir da saúde financeira da empresa.

Se deseja observar o quanto a empresa passou a proporcionar de retorno financeiro ao seu investimento, basta analisar o lucro líquido, e assim terá o valor “real” que a mesma tem disponível em seu “caixa”, eliminando todos os custos e despesas (fixos e variáveis), além dos impostos e outras taxas que tendem a ser cobrados da empresa.

Procure analisar o conceito de faturamento x lucro com cuidado e permita que a sua equipe também entenda a diferença entre esses objetos, tendo como intuito explicar que nem todas as vendas realizadas pela empresa são suficientes para o retorno financeiro que os gestores esperam.

O domínio dessa diferença ajuda sua empresa investir de forma consciente e inclusive de implantar estratégias que se tornam eficientes na diminuição de custos, para um lucro líquido mais “positivo”.

Solicite uma análise para seu negócio

Não enviamos spam