Se, em 2016, você gastou mais do que deveria usando cartões de crédito, você pode ter problemas na sua Declaração de Imposto de Renda este ano.

O cartão de crédito é um dos meios de compra preferidos dos brasileiros, principalmente em épocas festivas como Páscoa, Dia das Mães e Natal. Também, é o meio preferencial de pagamento em viagens de férias e ao exterior. Conforme dados da Receita Federal, o consumo do brasileiro em cartões de crédito pode chegar a R$200 bilhões anuais.

Antes mesmo do ano de 2016 acabar, as operadoras de cartão de crédito entregaram à Receita Federal o Decred – Declaração sobre Operações com Cartões de Crédito, que descreve operações de gastos efetuadas por clientes, assim como os repasses destes gastos aos estabelecimentos de compra.

Na Decred, são fiscalizados os gastos de pessoas físicas acima de R$5.000,00 e os de pessoas jurídicas acima de R$10.000,00.

Para você, contribuinte, isso significa que se a sua fatura mensal teve valor superior a R$5.000,00, a receita terá acesso a esta informação, e verificará se o gasto que você realizou se encontra compatível com a sua renda mensal e o seu patrimônio – caso contrário, você cairá na malha fina, e será questionado pela Receita Federal com relação à origem de tais recursos.

Por isso, evite fazer a sua declaração sem o apoio de um Contador. Na Contabilidade Central, temos profissionais especializados em Imposto de Renda, que lhe prestarão todas as informações e o apoio necessário para você não ter problemas e, quem sabe, até conseguir uma restituição.

Afinal, nada melhor do que um dinheirinho a mais para você deixar as contas em dia e aproveitar mais a vida.

Confira outros benefícios